sábado, 3 de janeiro de 2015

PEDRO PÁRAMO




PEDRO PÁRAMO
Juan Rulfo
Círculo do Livro


Todos os caminhos levam a Comala, é inevitável.

Traça assim, Juan Rulfo, uma caminho sem volta, onde os vivos permanecem onde estão, visto que, os mortos não podem ficar sozinhos. 
Rulfo, em sua narrativa, priva-nos até da aparência de suas personagens. Não há mananciais, a terra seca devora-lhes até o suor. 

Ausência de si mesmos, ausência da face dos vivos e dos mortos.

Em Comala, não há passagem para Pasárgada.

Bem-vindos a Comala!

Vale a leitura. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário